CARREGANDO

Digite para buscar

Reportagens

Doria e PM fazem de ato dos servidores uma praça de guerra

20 de março de 2018

Protestando contra o a reforma da previdência dos servidores municipais de São Paulo, o Sampaprev, os manifestantes, compostos em sua maioria por professoras e professores da rede municipal em greve desde 8 de março, foram recebidos com truculência, bombas e muito gás.

Encurralados, muitos daqueles que queriam acompanhar a votação da reforma na Comissão de Justiça e Cidadania da Câmara dos Vereadores, acabaram passando mal e sofrendo graves violações. O plano de previdência de Doria aumenta a contribuição dos servidores e viola pactos trabalhistas.

Vídeo por Luiza Calagian e Pedro Ribeiro Nogueira

Tags:

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *